UPPER, lower, Initcap

junho 18, 2010 Deixe um comentário

Olá pessoal,

três funções básicas, mas muito úteis. 

UPPER – Seleciona toda a string em caixa alta;

lower – Toda a string agora é lida em caixa baixa;

Initcap – A primeira letra de cada palavra é posta em letra maiúscula e o restante é mantido em minúsculo.

Levando em consideração que oracle é case sensitive, esta é uma ótima dica para quando estamos pesquisando em um banco onde não conhemos os padrões das informações inseridas.

🙂

Categorias:SQL e PL/SQL

Define e Undefine

junho 16, 2010 Deixe um comentário

Define é utilizado para definirmos um valor fixo a uma variável.

Define

Quando definimos um valor fixo a uma variável, mesmo que utilizemos uma variável de substuição, não é necessário inserir outro valor para ela.

Após a utilizaçãos podemos tirar a definição da variável usando undefine, ou defini-la com outro valor, utilizado novamente o define.

🙂

Categorias:SQL e PL/SQL

Variáveis de substituição

junho 16, 2010 Deixe um comentário

As variáveis de substuição são aquelas em que o usuário informa os valores desejados ao sistema, tendo assim uma saída formatada de acordo com as necessidades do usuário. Este recurso não é muito utilizado com usuários finais, pois em muitos casos pode causar erros nos resultados.

Substituição

No código acima temos 4 valores a serem inseridos. As variáveis de substituição são representadas pelo símbolo “&”, seguido pelo nome da variável.

Rodando o script acima temos:

...

É requisitado ao usuário que insira um valor para a variável. O nome mostrado no pop-up é o mesmo que esta a frente do &.

Aqui precisamos inserir o nome da coluna a ser selecionada. Pode ser qualquer nome de coluna existente na tabela. vamos inserir o nome “salary”, pois na consulta ja temos o nome e departament_id.

Tabela

Em seguida é solicitado o valor da segunda variável, o nome da tabela. Colocaremos “employees”.

Valor_Base

Onde salário é maior ou igual a “12000”.

Order by

E finalmente indicamos o modo de ordenação, utilizaremos salary.

Resultado

Como resultado temos os valores apresentados acima.

Qualquer valor pode ser inserido em qualquer pop-up, por isso temos grande chances de termos um erro na seleção. Os valores inseridos fazem referência ao tipo dos dados selecionados, logo, se estamos selecionando os valores da coluna salary, não podemos colocar uma string como valor base (terceira variável de substuição), pelo fato de a coluna ser de valor numérico.

Podemos fazer com que os valores das variáveis de substuição sejam permanentes (até que a seção seja finalizada). Para isso inserimos dois & antes do nome da variável. Ex: &&Nome_Variavel

see you 😀

Categorias:SQL e PL/SQL

ORDER BY

junho 15, 2010 Deixe um comentário

Ordenação:

Order By

Para ordenar os dados de saída, o formato da ordenação deve ser indicada após a consulta.

Mais de uma coluna de dados pode ser indicado para ordenação. Podemos utilizar as palavras “asc” (para ordenação ascendente) e “desc” (para ordenação descendente).

Ao invés de indicar o nome da coluna ou nome do alias, podemos indicar também a ordem das colunas mostradas como resultado. Ex: “order by 1, 3”. Dessa maneira os resultados serão ordenados conforme a primeira e terceira coluna.

😀

Categorias:SQL e PL/SQL

AND, OR e NOT

junho 15, 2010 Deixe um comentário

Hello,

AND

Os operadores mostrados acima são utilizados dentro da cláusula where, para limitar as linhas de resultado mostrados quando fazemos uma pesquisa.

Os operadores podem ser utilizados em conjunto e, de acordo com a necessidade, devem ser utilizados os parênteses, para forçar as regras de precedência.

🙂

Categorias:SQL e PL/SQL

is null

junho 15, 2010 Deixe um comentário

Olá pessoal,

dados NULL e NOT NULL

NULL

Para selecionarmos dados nulos ou diferentes de nulo, não podemos utilizar os operadores de comparação (=, <>, !=). Para isso, devemos utilizar “is null” ou “is not null”, conforme a figura acima.

😉

Categorias:SQL e PL/SQL

LIKE

junho 12, 2010 Deixe um comentário

Olá, LIKE!!!

LIKE

Uma das palavras mais utilizadas quando se trata de pesquisas em banco de dados.

Quando usamos o like em uma pesquisa varremos toda a coluna pesquisada em busca de, no caso acima, palavras que as duas primeiras letras sejam igual “pe” e que tenha ou não mais caracteres completando a palavra.

Se usarmos o like ‘%pe%’, selecionamos todas as palavras que tenham “pe” na palavra, mesmo que no início tenha outros caracteres e mesmo que no final tenham outros caracteres, exemplo: open.

LIKE

Além do % existe _, que limita a um único caracter desconhecido.

No exemplo acima temos uma combinação com o underline e o porcentagem. Primeiro limitamos a dois caracteres desconhecidos, uma letra que deve ter no meio da palavra, uma quantidade qualquer de letras entre as letras ‘d’ e ‘l’.

Como resultado temos apenas uma resposta. ‘Donald’ – Letras desconhecidas, que foram descobertas utilizando os caracteres especiais.

Quando é necessário utilizar um dos caracteres reservados (% e _), para verificar se eles existem dentro da string, então é necessário utilizarmos um caracter de escape.

Escape

Utilizamos o caracter e após a sua utilização para dizer que queremos o simbolo especial na string, declaramos o caracter de escape utilizado, isso, para que o sistema não se perca com os simbolos dentro da string a ser pesquisada.

Vlw.

Categorias:SQL e PL/SQL